Covid-19: Recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria sobre aleitamento materno

Covid-19: Recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria sobre aleitamento materno

No último mês, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) publicou uma nova nota de alerta com recomendações sobre o aleitamento materno intra e extra-hospitalar no contexto da pandemia do Covid-19. Seguem as principais recomendações:

Informações gerais sobre aleitamento e Covid-19
Ainda não foi comprovada a existência de transmissão vertical pelo SARS-Cov-19.
Cada caso deve ser individualizado de acordo com a situação clínica e epidemiológica da paciente.
O aleitamento materno não é contraindicado, desde que a parturiente esteja em condições clínicas para realizá-lo.
As recomendações contidas nessa cartilha são provisórias e podem ser modificadas conforme surgimento de novas informações.

Durante a internação
Assistência em sala de parto
Parturientes assintomáticas e sem contato domiciliar com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19:
Clampeamento oportuno do cordão umbilical.
Manter contato pele a pele.
Aleitamento materno na primeira hora de vida.
Parturientes sintomáticas ou com contato com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19:
Clampeamento oportuno do cordão umbilical.
Suspender o contato pele a pele.
Recém-nascido (RN) pode ser secado com cordão intacto, banho não é necessário.
A amamentação deve ser adiada até que todas as medidas de prevenção de contaminação tenham sido instaladas (ex: troca de máscaras, touca, camisola, lençóis, banho no leito da parturiente).
Alojamento conjunto
Manter o alojamento conjunto caso a mãe esteja clinicamente estável e o RN assintomático
Caso a mãe tenha suspeita de Covid-19, deve-se adotar as seguintes medidas adicionais:
Distância mínima de 2 metros entre o leito da mãe e o berço.
Uso de máscara pela mãe.
Higienização das mãos antes e após todo contato com o RN
Considerar uso de barreiras físicas entre a mãe e o RN, como cortinas ou incubadora.
UTI neonatal
Manter contato pele a pele se a mãe for assintomática e não tiver contato com caso suspeito ou confirmado nos últimos 14 dias.
Manter aleitamento materno.

Após a alta hospitalar
Manter aleitamento materno independente da mãe ser assintomática, suspeita ou confirmada para Covid-19.
Cuidados para evitar a transmissão do vírus:
Lavar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos antes e depois de todo os contatos com o RN.
Utilizar máscara de pano durante o aleitamento, com cobertura adequada da boca e do nariz.
Evitar falar ou tossir durante a amamentação.
Evitar que o bebê encoste com a mão na boca, nariz, olhos e cabelos da mãe.
Trocar a máscara após cada espirro, tosse e a cada amamentação.
No caso da mãe suspeita ou confirmada para Covid-19, é preferível que os cuidados após cada mamada (ex: banho, sono) sejam feitos por outra pessoa que esteja assintomática. É recomendado o uso de luvas descartáveis na troca de fraldas.
Caso a mãe não deseje amamentar diretamente o bebê e opte pela extração do leite para ser ofertado por outra pessoa, é importante seguir os seguintes cuidados:
Seguir as recomendações presentes na “Cartilha para a mulher trabalhadora que amamenta”
Limpeza rigorosa da bomba de extração de leite após cada uso
Evitar bicos, mamadeiras ou chucas.
Garantir que a pessoa que vai oferecer o leite saiba fazê-lo, e que aprenda de preferência com um profissional de saúde.

Recomendações sobre doação de leite humano
Embora não tenha sido confirmada a transmissão da Covid-19 via leite materno, uma nota técnica do Ministério da Saúde contraindica a doação de leite materno por mulheres com síndrome gripal, infecção respiratória, Covid-19 confirmado ou contato domiciliar com casos suspeitos ou confirmados.
Quando o quadro de Covid-19 for considerado curado, a doação de leite pode ser retomada.

Autor(a): Gabriela Guimarães Moreira Balbi
Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) • Pediatra pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) • Reumatologista pediatra pela Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina (UNIFESP/EPM)

Referências bibliográficas:
Sociedade Brasileira de Pediatria. Nota de Alerta. Aleitamento Materno em tempos de Covid-19 – recomendações na maternidade e após a alta. Dispionível em: https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/22467f-NA_-_AleitMat_tempos_Covid-19-_na_matern_e_apos_alta.pdf
Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Cartilha para a mulher trabalhadora que amamenta / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – 2ª ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2015. Disponível em: https:// bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cartilha_mulher_trabalhadora_amamenta.pdf

Fonte: https://pebmed.com.br/

Venda e Aluguel de Produtos Médicos, Hospitalares, Fisioterapêuticos e Odontologia, é na Companhia do Médico, clique aqui e confira nossos produtos e serviços.